Google Translate
Imperdível, seja sócio!
icone telefone

+55 (11) 3077-2050 | 3167-2008

17 de setembro de 2020

Protocolo digital agiliza serviços da ANM

Protocolo digital agiliza serviços da ANM

Protocolo digital agiliza serviços da ANM

Novo canal da agência vai gerar mais de R$ 18 milhões anuais de economia para o País.

Desde o dia 1º de outubro, qualquer pessoa física ou jurídica que tenha necessidade de utilizar os serviços da Agência Nacional de Mineração (ANM) fará uma grande economia de tempo e dinheiro. É que a data marca o lançamento do novo canal de digitalização de todos os documentos e processos do órgão.

A novidade foi anunciada pelo Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que comemorou o lançamento como um marco histórico para o setor minerário, já que a tecnologia possibilitará uma economia anual estimada de R$ 5,2 milhões para os cofres públicos e em torno de R$ 13 milhões para os cidadãos que utilizam os serviços da ANM.

O chamado ‘protocolo digital’ permite que qualquer solicitação, seja de pesquisa de lavra ou outras demandas, possa ser feita em qualquer unidade da agência no país, sem a necessidade de deslocamentos, gastos com cópias e filas, como até então vinha ocorrendo.

No procedimento anterior, o minerador precisava se deslocar várias vezes até a unidade regional do órgão, no estado onde está localizada a área mineral do seu interesse, para protocolar o requerimento minerário e voltar sempre que fosse necessário anexar algum novo documento exigido.

Com o canal digital, o usuário poderá requerer uma área para lavra e juntar os documentos em poucos segundos. São 44 opções diferentes de serviços. O programa conta ainda com um painel de acompanhamento dos processos em tempo real.

O protocolo digital ajuda também a solucionar outro antigo problema: a distribuição de pessoal da agência, já que agora os técnicos das 25 unidades da ANM, independente do estado onde estejam locados, poderão analisar todos os processos.

De acordo com a ANM, atualmente a agência tem em torno de 160 mil protocolos físicos por ano, volume que já chegou a 206 mil, quando o setor estava mais aquecido.

“Vamos dar todas as condições para que a ANM possa ter uma estrutura mínima para executar seu trabalho fundamental para a economia do país, gerando emprego, renda e riqueza”, afirmou o ministro.

Como funciona

O Protocolo Digital está disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana. Para ter acesso, a pessoa física ou jurídica precisa se cadastrar no login único – acesso.gov.br, criar sua conta e obter os selos e-CPF ou e-CNPJ. É necessário também obter um certificado digital de qualquer autoridade certificadora.

A ANM informa que, no primeiro ano de implantação do novo sistema, os usuários que já possuem registro no Cadastro de Titulares de Direitos Minerários (CTDM) poderão utilizar o Protocolo Digital com a mesma senha. Todas as informações estão disponíveis no endereço eletrônico: www.gov.br/anm.